China reduz orçamento militar PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Friday, 05 March 2010 14:47

Menor previsão de gastos desde 1989 gera especulações sobre crise PEQUIM. O governo da China surpreendeu ontem ao anunciar o orçamento militar do país para 2010: somente 7,5% — cerca de US$ 77,9 milhões. É o primeiro orçamento de apenas um dígito nos últimos 21 anos e, apesar de Pequim não ter dado explicações para a redução, segundo analistas, a
ação indica que os efeitos da crise econômica do ano passado também chegaram a Pequim.
Desde 1998, os gastos militares do país abocanhavam cerca de 16,2% do orçamento anual.

O porta-voz do Parlamento, Li Zhaoxing, afirmou que as cifras deste ano mostram que Pequim “está na rota do desenvolvimento pacífico mantendo os interesses da política de defesa nacional”. Ele destacou que o dinheiro será aplicado em reformas nas fileiras militares, aumento de salários e na preparação contra “ameaças variadas”: — Levando em consideração a grande população da China e seu vasto território e faixa costeira, o orçamento militar é comparativamente baixo, cerca de 1,4% do PIB. Os EUA gastam 4% do PIB e países como GrãBretanha, França e Rússia, 2%.

O anúncio foi feito antes da abertura da sessão anual da Assembleia Nacional do Povo, quando o primeiro-ministro Wen Jiabao fez, na madrugada de hoje, (horário do Brasil) um discurso sobre as prioridades para o ano, num pronunciamento equivalente ao discurso sobre o Estado da União nos EUA.

Apesar de cortes, premier prevê crescimento de 8%

Alguns analistas acreditam que programas sociais devem ser os grandes beneficiados do corte de gastos, na medida em que Pequim tenta impulsionar a economia e estimular o consumo interno.Apesar dos cortes, o premier deve anunciar uma previsão de crescimento de 8% da economia chinesa este ano.
Surpresos, estrangeiros acreditam que o orçamento anunciado — que ainda precisa da
aprovação do Parlamento — não inclui muitas partes da modernização da China na área de Defesa. — O orçamento dos últimos dez anos tem variado enormemente.

Este ano é um pouco baixo, mas reforça a noção de que a cifra significa menos do que poderia sugerir — arriscou o professor Ron Huisken, da Australian National University.
Internamente, o anúncio dividiu opiniões. Segundo o majorgeneral Luo Yuan, pesquisador da
Academia Militar de Ciência, os orçamentos passados, com dois dígitos, eram reflexo de uma política inadequada.
— Esses 7.5% mostram que o desenvolvimento das defesas da China alcançou uma fase mais madura e estável — disse Luo à agência “Xinhua”. Críticos do governo ressaltam que os chineses estão cada vez mais insatisfeitos com o aumento do custo de vida e da corrupção crônica no Partido Comunista sem que ninguém se importe.
— É um carnaval político. Oficiais lotam Pequim, trazem aliados e protegidos. O sentimento
negativo e a instabilidade social crescem rapidamente — afirma o professor Yang Fengchun, da Universidade de Peking.

Fonte: O Globo

 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2019 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.