Dassault mantém o favoritismo para vender caças ao País PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Tuesday, 23 March 2010 14:11

 

DCI - De olho na notícia - Daniel Popov

É dada como certa a compra de caças Rafale para a Força Aérea Brasileira (FAB), fabricados pela empresa francesa Dassault, que mudou a estratégia de precificação e troca de tecnologias com o País para sair da terceira posição na disputa pela venda dos caças ao governo brasileiro. Assim, deixa para trás as concorrentes Saab, da Suécia, e Boeing, norte-americana, ainda que essas duas constem no relatório enviado ao ministro de defesa Nelson Jobim, na última semana, como as mais compatíveis ao negócio, de 36 aeronaves.

As informações são do deputado federal Willian Woo (PSDB), que pertence a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional. O político, em entrevista ao DCI, afirmou ter participado da avaliação técnica feita pela FAB com essas três empresas, para analisar o perfil das aeronaves, em aproximadamente dois anos. "O estudo apresentado ao Ministro indica que as aeronaves Gripen NG, da sueca Saab são melhores, porém as favoritas do governo federal ainda parecem ser as aeronaves francesas", ressaltou ele.

Em contato com o Ministério da Defesa, a reportagem confirmou o recebimento do relatório pelo ministro Jobim, porém ouviu que ele não irá se pronunciar a respeito do assunto até que seja avaliado o conteúdo do levantamento da FAB.

De acordo com Woo, consta no relatório da FAB que a empresa sueca Saab ficou em primeiro lugar com os pré-requisitos da avaliação do exército. Já as aeronaves F-18, da norte-americana Boeing estão em segunda posição, e o Rafale francês, da empresa Dassault, em terceiro. "Para obter esse relatório o exército testou todos os aviões de forma técnica e chegou ao resultado favorável aos caças suecos", disse.

O deputado ainda destacou que os custos operacionais, e de manutenção do Gripen, ainda serão bem inferiores aos do Rafale. "Mesmo com o Rafale oferecendo redução de preço, o custo para manter estes aviões da França ainda é muito alto. E não podemos esquecer que o exército aprovou o Gripen como o melhor", frisou o deputado. Na ultima sexta-feira (19), o ministro Nelson Jobim reafirmou que o caça Rafale é favorito na disputa por causa da transferência de tecnologia. Jobim encaminhará nos próximos dias uma exposição de motivos ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com a posição definitiva do Ministério da Defesa.

A compra de 36 aeronaves para o exército brasileiro tem nos caças franceses os preferidos do governo, porém a Força Aérea Brasileira (FAB), em relatório, prefere os de rede sueca.

 

 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2019 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.