Colômbia nega intenção de atacar a Venezuela PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Sunday, 01 August 2010 00:00

 

 

BOGOTÁ O governo do presidente colombiano Alvaro Uribe garantiu ontem que jamais pensou em atacar a Venezuela, mas manteve sua denúncia que Caracas dá guarida a chefes de grupos guerrilheiros colombianos. Em uma clara resposta às afirmações feitas na véspera pelo presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que disse que um helicóptero militar colombiano ingressou durante 5 minutos no espaço aéreo venezuelano, a Casa de Nariño, sede do governo colombiano, afirmou que a Colômbia jamais pensou em atacar o povo irmão da República Bolivariana da Venezuela como disse o presidente (Chávez), numa clara confusão política de seu próprio país.

Em breve comunicado lido pelo porta-voz do governo, César Mauricio Velásquez, o governo Uribe acrescentou que a Colômbia acorreu aos canais de direito internacional e vai seguir insistindo nesses mecanismos para que se adote um instrumento que faça com que os governo venezuelano cumpra com a obrigação de não abrigar terroristas colombianos.

Na sexta-feira, após denunciar o suposto sobrevoo de seu país feito por um helicóptero militar colombiano, Chávez ordenou o envio de unidades militares aéreas e terrestre para a fronteira com a Colômbia por causa do risco de uma eventual intervenção.

Estamos alertas... Enviamos unidades (para a fronteira) para defender nossa soberania no caso de uma agressão disse o chefe de Estado venezuelano em comunicado transmitido pela emissora estatal de televisão VTV. Foram enviadas unidades aéreas, antiaéreas e de infantaria.

Na semana passada, o governo venezuelano rompeu relações diplomáticas com a Colômbia. Uribe encerra seu governo de oito anos no dia 7 de agosto, quando assume a presidência Juan Manuel Santos.

PELA PAZ

O vice-presidente da Venezuela, Elías Jaua, liderou ontem uma manifestação na cidade fronteiriça de Puerto Ayacucho para pedir paz com a Colômbia, e garantiu que seu governo combaterá qualquer força irregular visando garantir a tranquilidade na fronteira.

O presidente Hugo Chávez me pediu para vir até aqui para transmitir a vocês, aos povos da fronteira a firme vontade do governo revolucionário de trabalhar pela paz de nossa pátria e da irmã Colômbia", disse Jaua, em um ato também transmitido pela VTV.

O vice-presidente dirigiu uma mensagem aos irmãos da outra margem, aos irmãos colombianos, afirmando que há um sentimento de solidariedade e carinho do governo de Hugo Chávez.

Fonte: Jornal do Commercio

 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2019 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.