Jogos da Paz – Rio 2011 PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Sunday, 31 October 2010 00:00



A cidade do Rio de Janeiro deverá realizar entre 17 e 24 de junho de 2011 a quinta edição dos Jogos Mundiais Militares, também denominados Jogos da Paz. São esperados para os Jogos em torno de cinco mil atletas de cem países, que disputarão medalhas em 38 modalidades de 20 esportes. O Brasil, que deverá participar em todas as provas, terá 250 representantes.

O lançamento oficial dos Jogos da Paz 2011 aconteceu no Forte Copacabana, em 18 de setembro último, em cerimônia que contou com a presença do Exmo. Sr. Ministro da Defesa Nelson Jobim, do presidente do Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM) o major-general italiano Gianni Gola, do governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e do prefeito da cidade Eduardo Paes.

Os Jogos Mundiais Militares, cujo orçamento a ser desembolsado pelo governo federal gira em torno de R$ 1 bilhão, são parte de uma série de eventos esportivos iniciados com o PAN 2007, incluíndo a Copa das Confederações (2013), a Copa do Mundo (2014) e a Olimpíada (2016), que tem por objetivo inscrever de forma duradoura o país no circuito principal do esporte mundial.

Dos 20 esportes previstos para os Jogos da Paz, o Exército será responsável por dez, Marinha e Aeronáutica por cinco cada. Os tradicionais: atletismo, basquete, boxe, esgrima, futebol, hipismo, iatismo, judô, natação, pentatlo moderno, taekwondo, tiro, triatlo, vôlei e vôlei de praia, estarão presentes nos jogos, juntamente com esportes específicos como o paraquedismo, orientação e pentatlos naval, militar e aeronáutico.

As provas deverão acontecer nas mesmas instalações do PAN 2007 (Complexo de Deodoro, Engenhão, Parque Aquático Maria Lenk, Maracanãnzinho e Praia de Copacabana). Os cerca de cinco mil atletas esperados serão alojados em três vilas com 1.200 unidades habitacionais, atualmente em construção no terreno do 31º Grupo de Artilharia de Deodoro, com os custos divididos entre a Marinha, o Exército e a Aeronáutica.

O projeto das vilas prevê a construção de 408 apartamentos distribuídos por 17 blocos de seis andares. Cada pavimento terá quatro apartamentos com três quartos e 110 metros quadrados. Os quartos em princípio serão compartilhados por duas pessoas.

Após a competição de 2011, as instalações poderão ser adaptadas para residência de militares em serviço no Rio de Janeiro. Parte das instalações poderão também ser usadas na Olimpíada de 2016 para hospedar técnicos e árbitros. Atletas de diferentes modalidades estão sendo incorporados às Forças Armadas Brasileiras tendo em vista participarem dos "Jogos da Paz". Eles são atraídos principalmente por condições favoráveis para treinamento e viagens, por boa infraestrutura, e recebem apoio irrestrito do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

O processo de incorporação de atletas iniciou em março na Marinha, foi seguido em novembro pelo Exército, e em breve será realizado também pela Aeronáutica. Na Marinha, os atletas escolhidos foram incorporados no posto de cabo; no Exército como sargentos temporários, por um período mínimo de um ano e máximo de sete anos, recebendo um soldo em torno de R$ 2.500,00.

A incorporação de atletas às Forças Armadas é um processo comum em países europeus e asiáticos, cujas delegações olímpicas abrigam atletas de origem militar para montar a sua base esportiva. De acordo com dados do CISM, um total de 755 militares atuou em delegações participantes dos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008. No Brasil, apresentaram-se ao Exército no Forte São João, na Urca, no dia 9 de novembro, selecionados em função dos Jogos Mundiais Militares 2011, 72 novos incorporados (54 homens e 18 mulheres).

Entre os nomes conhecidos do grande público estavam o judoca Tiago Camilo, o velocista Vicente Lenilson, os boleiros Bruno Carvalho e Fábio Augusto, a saltadora Keila Costa e a multiatleta Yane Marques. Enquanto isso, dispensado da apresentação, por estar participando de uma competição no exterior juntamente com uma delegação brasileira, o nadador Kaio Márcio "fazia história" batendo o recorde mundial nos 200m borboleta nas piscinas de Estocolmo, Suécia, durante a Copa do Mundo de Natação (piscina de 25m). Segundo fonte do serviço de comunicação social do Exército, "a vinda destes atletas para os quadros da instituição foi pontual, para suprir a ausência de nomes de alto rendimento nas equipes militares".

 Fonte: Eliseu

 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2019 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.