CRUZEX V: Afinal, quem são esses pilotos?! PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Thursday, 18 November 2010 12:48
 
 

Na CRUZEX V, cada voo da Coalizão na região batizada de País Vermelho precisa enfrentar uma ameaça constante: os caças que fazem o papel da força hostil. São nove aviões de combate que, apesar de estarem em menor número, são suficientes para atingir bons resultados e gerar em Natal a curiosidade sobre quem seriam aqueles pilotos.

Finalmente, os integrantes do 1° Grupo de Aviação de Caça (1° GAVCA) romperam o silêncio e falaram sobre a participação deles na CRUZEX V. Para manter a identidade do grupo em sigilo, pediram para não ser fotografados, mas autorizaram imagens dos seus F-5EM, caças de origem americana recentemente modernizados no Brasil.

Durante todo o exercício, a unidade está baseada em Fortaleza (CE), onde também tem o apoio de um KC-130 do 1°/1° Grupo de Transporte para multiplicar o alcance dos caças F-5EM. Na entrevista abaixo, os pilotos revelam os objetivos da unidade na CRUZEX V. Confira:

Qual a missão que desempenham como integrantes do País Vermelho?
Cumprir a função de força oponente, a fim de proporcionar treinamento para a Defesa Aérea da Coalizão Internacional, sediada em Natal.

Quais são as expectativas do Esquadrão para a quinta edição da CRUZEX?
A expectativa do 1° Grupo de Aviação de Caça é ser um oponente que dificulte ao máximo as missões da Coalizão, voando dentro dos padrões de segurança e demonstrando nossa capacidade operacional.

Onde serão desenvolvidos os "ataques"?
O 1°Grupo de Aviação de Caça não realizará missões de ataque. Faremos combate aéreo simulado contra as aeronaves da Coalizão Internacional, em distâncias entre 180 km e 450 km de Fortaleza.

O 1° GAVCA sente-se preparado para, literalmente, vencer o País Azul?
O objetivo do 1°GAVCA é consolidar as táticas e técnicas de combate a fim de manter o estado de prontidão desejado pela Força Aérea Brasileira.

Há quanto tempo vocês estão se preparando para a CRUZEX V?
O Programa de Treinamento prioriza a manutenção da capacidade operacional em missões com o mesmo perfil da CRUZEX. Então, assim que termina um exercício, consolidamos os ensinamentos e atualizamos a forma de emprego de nossas aeronaves, a fim de estarmos sempre prontos para entrar em operação.

Em 2008, os Esquadrões de Caça Pampa e Centauro participaram da CRUZEX IV como integrantes do País Vermelho. Qual o motivo do 1°GAVCA ter sido escolhido nesta oportunidade para representar o "inimigo"?
A experiência adquirida é diferente ao participar do Exercício Operacional CRUZEX como inimigo. O revezamento das unidades aéreas nesse papel proporciona oportunidade para que o aprimoramento seja equilibrado em toda a Aviação de Caça da FAB.

Unidade tem importância histórica para o Brasil
Conhecido por seu grito de Guerra, “Senta a Pua!”, o 1° Grupo de Aviação de Caça foi criado em plena II Guerra Mundial e foi enviado à Itália para apoiar as tropas brasileiras e aliadas. Com os caças P-47 Thunderbold, os pilotos brasileiros se notabilizaram pelas missões de ataque e a persistência em combate. Somente no dia 22 de abril de 1945, o Esquadrão realizou 44 saídas de combate. A data até hoje é celebrada no Brasil como o Dia da Aviação de Caça.

CRUZEX V - A GUERRA É SIMULADA. O TREINAMENTO É REAL.

Fotos: Cb Edilberto Rocha / Força Aérea Brasileira



Saiba mais sobre a CRUZEX V:

www.cruzex.aer.mil.br

 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2019 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.