Aeronaves Xavantes se despedem da Aviação de caça da FAB PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Thursday, 02 December 2010 14:14

 

 

 

 

 

Uma aeronave Xavante do Esquadrão Pacau sobrevoa uma praia potiguar durante uma missão de treinamento a partir da Base Aérea de Natal.
 

A Força Aérea Brasileira (FAB) está retirando de operação sua frota de caças AT-26 Xavante no dia 2 de dezembro, sexta-feira, após 39 anos de operação com o modelo. Um evento ocorrerá na Base Aérea de Natal, onde está previsto que o último pouso seja feito pelo Xavante “FAB 4462″, justamente o primeiro Xavante a voar.



Derivado da aeronave Aermacchi MB326GC, o Xavante foi o primeiro jato produzido no Brasil, sendo construído pela Embraer através de licença da fabricante italiana. Utilizado basicamente como uma aeronave treinadora entre 1974 e 2004, dos 166 produzidos para FAB, menos de 30 permanecem na ativa com duas unidades remanescentes, o 1º/4º Grupo de Aviação na Base Aérea de Manaus e com o 1º Grupo de Defesa Aérea na Base Aérea de Anápolis.



Dez aeronaves foram adquiridas pelo Paraguai e seis pelo Togo, este sendo o último país a operar com o modelo, com quatro ainda em operação com a Força Aérea Togolesa no Aeroporto de Niamtougou. A FAB também doou onze unidades usadas para a Marinha Argentina.



Depois do dia 2, os últimos Xavantes do Esquadrão Pacau serão recolhidos ao PAMA-RF. Muitos vão virar monumento ou serão sucateados.

Os restantes, darão suporte ao uso continuado pelo GEEV – Grupo Especial de Ensaios em Voo, já que o tipo é idealmente adaptado ao curso de ensaios em voo.

Fonte: PORTAL CAVOK - ASAS DA INFORMAÇÃO

Texto: Cavok, com informações de Mauro Lins de Barros, escritor do livro “Xavante – O Guerreiro da FAB“.

 

 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2019 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.