Exército como força de paz PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Friday, 03 December 2010 00:00

 

 

 

O Exército vai atuar, pela primeira vez, como uma força de paz no Brasil, no Complexo do Alemão, nos moldes do que já vem fazendo no Haiti. O anúncio foi feito pelo comandante do Exército, general Enzo Peri, durante visita ontem à região ocupada pelas forças militares no último fim de semana.

O militar disse que a missão não será estranha à força, pois já é desempenhada fora do país. “Nós já fazemos ações policiais. Mas desse tipo, com essa magnitude, é a primeira”, observou.

O general Enzo destacou ainda que não teme qualquer desvio de conduta dos soldados, por conta de provocações de criminosos. “Nós estamos sempre atentos a isso tudo. O risco é inerente.”

O comandante do Exército informou que a situação de soldados que moram em comunidades e que estariam sendo ameaçados por traficantes vem sendo investigada. “Nosso trabalho de inteligência está averiguando e definindo a extensão e profundidade (das ameaças). Nós daremos a proteção necessária.”

O comandante do Comando Militar do Leste, general Adriano Pereira Junior, que acompanhou a inspeção realizada pelo comandante do Exército, afirmou que a força dispões de oito mil homens em condições de atuar no conceito de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) — policiamento urbano — e que estão prontos para reforçarem operações em outras favelas do Rio de Janeiro.

Pela manhã, a secretaria de Segurança do Rio informou que três batalhões de campanha da Polícia Militar serão instalados nos complexos da Penha e do Alemão. Os batalhões serão instalados até segunda-feira e ficam nos locais por tempo indeterminado. A intenção é que os policiais façam varreduras para encontrar suspeitos, drogas e armas. Ao todo, 250 homens de diversos batalhões farão o policiamento.

Na madrugada de quarta-feira para ontem, a Polícia Civil prendeu um homem suspeito de ser segurança de Fabiano Atanásio, o FB, em Santa Teresa. FB é acusado de comandar o tráfico de drogas no Complexo do Alemão e está foragido. De acordo com a polícia, o suspeito foi preso na casa de uma tia após denúncia anônima. Contra ele, há dois mandados.

Já os policiais militares encontraram mais uma bazuca escondida numa fossa do Areal, no complexo do Alemão, na tarde de ontem. A arma — usada pelos criminosos para destruir tanques e fortificações leves — é a segunda apreendida nos últimos dois dias.

 Fonte: Correio Braziliense

 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2019 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.