Boeing apresenta proposta final do seu “NewGen Tanker” para Força Aérea dos EUA PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Thursday, 17 February 2011 00:41

 



A Boeing apresentou sua proposta final para concorrência americana para o novo avião tanque da Força Aérea (“KC-X”). A proposta oferece uma frota de aviões-reabastecedores Boeing NewGen – baseados no modelo 767. Estas aeronaves multi-missão oferecem capacidades superiores para atender às forças armadas dos EUA, queimando 24 por cento menos combustível do que o seu concorrente oferecido pela European Aeronautic Defence and Space (EADS). Se escolhido, o avião reabastecedor da Boeing vai poupar dezenas de bilhões de dólares em combustível ao longo dos próximos 40 anos aos contribuintes americanos, gerando e mantendo 50.000 empregos norte-americanos em mais de 800 fornecedores espalhados por mais de 40 estados nos EUA.

"Esta decisão é crucial para a segurança nacional dos EUA e para sua base industrial", disse o presidente e CEO da Boeing Jim McNerney. "Nossa equipe é composta pelos melhores profissionais da Boeing e ofereceu um reabastecedor mais capaz e mais eficiente, que permitirá à Força Aérea dos EUA continuar atuando como principal provedora do mundo de reabastecimento aéreo, sem, por isso, ter que estourar os futuros orçamentos de defesa."

"Nosso desafio é substituir os KC-135, uma das mais valiosas frotas de aeronaves da história da aviação, e nós respondemos às exigências da Força Aérea dos EUA propondo o melhor avião multi-missão, construído pelas pessoas mais experientes – o reabastecedor NewGen, ", disse Dennis Muilenburg, presidente e CEO da Boeing Defense, Espaço e Segurança.

"Temos uma equipe integrada que passou toda a competição focando no nosso cliente e se preparando para entrar em ação imediatamente após a adjudicação do contrato. A Boeing está pronta para construir os próximos aviões-tanque da America".

"Nosso reabastecedor NewGen será construído por meio de uma abordagem de fabricação em linha já comprovada e de baixo risco, semelhante ao do nosso patrulheiro marítimo de grande sucesso, o P-8A desenvolvido a partir do 737 para a Marinha Americana, por uma força de trabalho americana já treinada e altamente experiente operando em instalações já existentes da Boeing, empresa que já entregou mais de 2.000 reabastecedores militares e mais de mil 767s comerciais ", disse Jim Albaugh, presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes.

A Boeing tem concebido, construído, modificado e apoiado aviões-tanque há décadas. Estes incluem a frota de KC-135s, a frota de KC-10s, e quatro KC-767Js entregues à Japan Air Self-Defense Force.

A Força Aérea Italiana aceitou, formalmente, o seu primeiro navio-tanque KC-767 em dezembro do ano passado e deve receber mais três destes como parte de seu contrato atual. Além de estar pronto agora, o avião-tanque Boeing NewGen vai continuar a oferecer capacidade e valor agregado tanto para os militares quanto para os contribuintes dos EUA durante as próximas décadas.

 

 
O avião-tanque NewGen:

    * Economiza para os contribuintes até US$36 bilhões em custos de ciclo de vida total em comparação com a aeronave da concorrente - uma diferença que poderia pagar por uma frota adicional de 179 aviões-tanque
    * Apresenta uma filosofia de projeto de controle de vôo que coloca as tripulações no comando do envelope de vôo inteiro, em vez de permitir que o software de computador limite a capacidade de manobra em situação de combate
    * Fornece aos pilotos da Força Aérea um painel digital avançado como o do Boeing 787 Dreamliner
    * Inclui a tecnologia de reabastecimento aéreo comprovada e uma lança de transferência de combustível NewGen derivada daquela usada no KC-10 com uma capacidade de reabastecimento em um envelope expandido, com aumento na taxa de descarregamento de combustível e sistema de controle de vôo fly-by-wire, - tudo isso pela empresa que inventou o sistema de reabastecimento com “boom” e que já produziu os reabastecedores mais capazes e confiáveis do mundo
    * Transfere significativamente mais combustível, carga, passageiros e pacientes do que o atual reabastecedor KC-135 em um avião de fuselagem larga, com um “footprint” de avião de fuselagem estreita, proporcionando à Força Aérea americana uma flexibilidade de valor inestimável para uma variedade de operações diferentes.

A proposta final da Boeing é o ápice de um processo que se iniciou quando a empresa começou a estudar os requisitos para o novo avião-tanque após a liberação pela Força Aérea da solicitação de propostas (RFP) em setembro de 2009, seguido de um documento final de fevereiro de 2010.

A Boeing respondeu ao RFP final, apresentando uma proposta de 8.000 páginas em 09 julho de 2010. Um fornecedor será selecionado no início deste ano para produzir os 179 aviões que substituirão os 400 KC-135 adquiridos durante o governo Eisenhower que ainda operam na frota da Força Aérea.

Fonte: release Boeing

 

Nota da ALIDE: Esta concorrência americana faz o F-X2 da FAB parecer um "passeio no parque". Ela já foi aberta e cancelada duas vezes antes, e é quase certo que quem perder desta vez entrará imediatamente na justiça contra o vencedor. Observadores deste tema nos EUA especulam que a única saída politica medianamente aceitável por todos os envolvidos poderá ser uma compra dividida entre o 767 e o KC-330 da EADS/Airbus Military

Last Updated on Thursday, 17 February 2011 00:51
 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2019 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.