Operação “UNITAS LII” encerra com atracação no Rio Grande - RS PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Wednesday, 11 May 2011 14:50

Terminou, no dia 09 de maio, a mais antiga Operação multinacional do mundo, que reuniu as Marinhas da Argentina, do Brasil, dos Estados Unidos da América e do México. Na primeira fase, a Operação “UNITAS LII” - 2011 aconteceu na área marítima compreendida entre Salvador (BA) e Rio de Janeiro (RJ). Na segunda fase, transcorreu entre o Rio de Janeiro (RJ) e a cidade do Rio Grande (RS).

O propósito da Operação foi aprimorar a interação operacional entre as Marinhas das Américas e contribuir para a manutenção das boas relações diplomáticas existentes, estreitando laços de confiança e solidariedade nos hemisférios.

A atracação dos meios envolvidos no porto do Rio Grande aconteceu no dia 8 de maio. No dia seguinte, às 10h, foi realizada uma conferência de imprensa, no Salão Nobre do Comando do 5º Distrito Naval (Com5ºDN).

Pouco antes da conferência, aconteceu uma aposição floral no Panteão Tamandaré, com a participação de representações brasileira e estrangeiras. O Panteão é um monumento arquitetônico que homenageia e abriga, desde 1994, os restos mortais do Patrono da Marinha, o riograndino Almirante Tamandaré.

No Grupo-Tarefa (GT) da Marinha do Brasil estavam as Fragatas “Niterói”, “Independência” e “Bosísio”; um helicóptero de esclarecimento e ataque AH-11A “Super Lynx”; dois helicópteros de emprego geral UH-12 “Esquilo”; o Navio-Tanque “Almirante Gastão Motta”; e o Submarino “Tikuna”. Ao todo, foram envolvidos na Operação cerca de 2.300 militares, sendo, aproximadamente, 1.200 brasileiros.

 Fonte:Marinha do Brasil

 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2019 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.