Novo atraso no programa A400M PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Sunday, 30 November 2008 01:44
 

EADS alerta sobre atrasos em programa de aeronave militar

Um grande programa para fornecer aeronaves de nova geração para as forças aéreas européias está cada vez mais atrasado devido a problemas com os motores em desenvolvimento por um consórcio liderado pela Rolls Royce.

Por Russell Hotten

Última atualização: 10:24AM GMT 29 Nov 2008

Em meio a sinais crescentes de tensão entre a EADS, cuja filial Airbus está construindo o avião de transporte, e o grupo produtor de motores Europrop, foi anunciado ontem que nenhuma data seria publicamente anunciada para o primeiro vôo do protótipo ou para as primeiras entregas das aeronaves aos clientes. 

A Grã-Bretanha, um dos maiores clients do novo modelo, já identicou a falta de aeronaves de transporte como sendo uma das maiores fragilidades da RAF no Afeganistão, e comenta-se que o Ministry of Defence (MoD) já se encontra analisando alternativas para substituir os A400M.

Airbus, cujas fábricas no Reino Unido fabricarão as asas do avião de transporte, já recebeu os dez primeiros motores para testes, nenhum dos quais é adequado para emprego operacional, de acordo com fontes de dentro da EADS.

Ontem, o governo alemão, outro cliente, foi informado pela EADS que estimava um atraso nas entregas ser de cerca de 18 meses além da data de entrada em serviço anterior de 2011.

Mas numa declaração enviada por e-mail, um porta-voz da empresa afirmou: "A EADS náo tem como confirmar qualquer data estimada para mo primeiro vôo do A400M, nem, por conseqüência, dar qualquer programação para o cronograma de entregas, enquanto não possa acertar com o fabricante dos motores um cronograma confiável para o completo desenvolvimento do sistema propulsor."

Após problemas anteriores com a motorização, a Rolls Royce assumiu a posição de gerente de projeto do consórcio da propulsão, que também inclui a francesa Snecma, MTU da Alemanha, e a ITP of Italy. O maior problema neste momento reside sistema de software, grande parte do qual, está sendo desenvolvido pela MTU.

Uma fonte da EADS disse: "Eles [Europrop] continuam dizendo que entregaram os primeiros motores bastante dentro do cronograma. Mas os motores ainda não são do padrão de produção." Ele continuou: "Acredito que é evidente que a Rolls  está dando uma surra na MTU. É impossível ter clareza no cronograma do A400M porque nós simplesmente não temos clareza sobre os motores" Europrop disse admitir que existem problemas e que eles estão trabalhando junto à Airbus para resolvê-los.

Acredita-se que o Ministério da Defesa britânico tenha iniciado conversas com a empresa britânica AirTanker para estabelecer um serviço-ponte para cobrir o vácuo deixado pelo atraso nas entregas dos A400M. AirTanker, um consórcio unindo as empresas Cobham, EADS, Rolls-Royce, Thales UK, e o VT Group, está desenvolvendo seu A330 em uma aeronave para os militares. O MoD está investigando de esta encomenda multi-bilhonária poderia ser adiantada, com algumas aeronaves sendo usadas para missões transporte.
Last Updated on Sunday, 30 November 2008 02:10
 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2021 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.