Piriou: o trunfo da especialização o benefício da parceria PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Saturday, 25 October 2014 20:00

O grande estaleiro francês DCNS decidiu fazer uma joint venture com o estaleiro médio Piriou para poder ter uma linha de navios de porte menor competitiva. São navos de porte médio especialmente os navios patrulha costeiros e oceânicos assim como as corvetas. Estes produtos mais baratos tendem a ser vichos complicados para os estaleiros maiores por seus custos fixos serem altos. Devido a issofica complicado obter a rentabilidade desejada pelos acionistas.

O Estaleiro Piriou, seu parceiro na nova Joint Venture Kership, já era um caso de sucesso na fabricação de navios pesqueiros, rebocadores e embarcações de apoio a plataformas. Com uma experiência industrial de mais cinquenta anos, o Grupo Piriou atua tanto na área de construção naval quanto na de reparo. O grupo tem sua sede na cidade de Concarneau e atualmente opera estaleiros na França e no exterior (Polônia, Nigéria e no Vietnam). Concarneau fica na Bretanha poucos minutos de carro ao norte da cidade de Lorient, o maior estaleiro da DCNS o que facilita a cooperação entre as duas empresas.

A Kership é uma iniciativa cooperativa focada no mercado militar e lá a DCNS deixa as atividades industriais aos cuidados da Piriou, enquanto ela fica com a parte de marketing e comercial, incluindo aí a identificação de nichos atraentes de mercado, definição de requerimentos técnicos e a venda dos navios junto às marinhas do mundo. O primeiro produto sendo produzido dentro desta nova JV é a linha “B2M” (Batiment Multi-mission/Navio Multimissão em português) da qual o primeiro se encontra em fabricação em Concarneau. Três unidades do B2M, um modelo com 65m de comprimento e 2300 toneladas em carga máxima, foram encomendados pela marinha francesa. Originalmente a DCNS queria que a Marinha francesa escolhesse o seu modelo de patrulheiro GoWind (cujo protótipo é conhecido pelo nome “L’Adroit”) mas os almirantes franceses desejavam algo muito mais simples e barato. O B2M acabou sendo um navio com design conservador muito semelhante a um navio rebocador oceânico civil. No final, por seu porte, toda a linha GoWind acabou sendo entregue à Kership para ser ofertada para clientes no exterior.

Uma curiosidade neste estaleiro é ver que a Piriou recentemente adquiriu um dos navios patrulha franceses de 400 toneladas da classe Vigilante, projeto do qual derivam os NPas da classe Macaé, para determinar se este modelo pode ser usado em outro tipo de função após o fim de sua “carreira” militar.

Outra importante parceria da Piriou é o chamado Navocean. Esta é uma outra Joint Venture, desta vez com a DCI Navfco, o braço de serviços do ministério da Defesa para a área naval. O Grupo Pirou construiu e opera para o governo francês o Almak um navio de treinamento (Batiment Formation Maritime) de 44m e 430 toneladas e 13,4 nós de velocidade máxima. Ele é usado para formar mais de 100 oficiais alunos estrangeiros por ano tendo entrado em atividade em outubro de 2013. Para realizar este treinamento e formação militar para pessoal de marinhas estrangeiras o Almak e sua tripulação civil ficaram 36 semanas no mar no ano passado. O objetivo da empresa é de levar este número para 48 semanas no futuro, mas para isso será necessário contratar uma segunda tripulação para o navio. Estes alunos cursam na Ecole Navale o CENOE (Curso da Escola Naval para alunos estrangeiros). Os seus colegas franceses são treinados nos navios da própria marinha francesa. Oito tripulantes/instrutores experientes instruem uma turma de 16 alunos de cada vez, embarcando no Almak por uma semana onde ocorrem 100 horas de treinamento para os alunos. O navio deixa o porto na segunda e retorna na sexta. Atualmente estes alunos vêm das Marinhas da Arábia Saudita, do Qatar, do Kuweit e da Líbia. O curso se inicia com a prática de navegação na carta de papel e vai evoluindo para abranger até mesmo o combate as avarias (como incêndios) a bordo. A qualquer momento ficam sempre três dos alunos no passadiço.

Espaçoso, confortável e moderno o navio de treinamento da Piriou é muito adequado ao cumprimento de sua missão. Os camarotes dos oficiais alunos acomodam dois militares apenas. Na sua popa o Almak tem ainda espaço para receber dois contêineres, incluindo refrigerados, quando do isso for necessário para viagens mais longas.

 

 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2021 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.