Esquadrão de UCAV naval, deverá estar operacional em 2025 PDF Print E-mail
Written by US Navy   
Thursday, 13 March 2008 07:40
 

A U.S. Navy está considerando a abertura de uma nova concorrência para fabricação de protótipos como um meio em direção à operacionalização de seu primeiro esquadrão de Sistemas de Combate Aéreo Não-Tripulados (Unmanned Combat Air Systems - UCAS) no ano de 2025.

O “NUCAS” deve substituir os F/A-18s da Marinha nos convôos dos porta-aviões. Este novo sistema, produzirá uma forte expansão, tanto do raio de alcance, quanto no tempo das aeronaves no ar, em relação ao verificado nos aviões tripulados atuais. Esta mudança projetará o poder aéreo da U.S. Navy para muito além do alcance atual, adicionando ainda maior proteção aos seus navios operando no mar.

Esta estratégia coloca a U.S. Navy na liderança dos programas do Pentágono para colocar aeronaves não-tripuladas de ataque nos teatros de guerra. A U.S. Air Force, em contraste, decidiu por desenvolver um programa tripulado para seu bombardeiro de nova geração que deve voar em 2018.

A Navy esta conduzindo uma análise de alternativas para reduzir o número de opções para a substituição dos F/A-18, ou, como é conhecido internamente, o programa F/A-XX.

No mesmo passo, militares do Comando de Sistemas Aeronavais (Naval Air Systems Command) estão formulando uma estratégia de aquisições para aproveitar ao máximo o trabalho já desenvolvido pela Northrop Grumman, que está construindo dois protótipos (demonstradores) do NUCAS, de acordo com o Capitão Deppe, o gerente do programa NUCAS. A Northrop Grumman derrotou  a Boeing na disputa pelo contrato orçado em US$635 milhões para projetar e testar a adequabilidade do protótipo stealth, e sem empenagem vertical, para operar regularmente a bordo, e ao redor, dos navios aeródromos americanos.

O primeiro vôo de demonstração do NUCAS está agendado para novembro de 2009, e os testes em porta-aviões estarão completos em fins de 2012.

Deppe diz que a estratégia de aquisição para um veículo, subsequente aos demonstradores, deve estar pronto em 2011. Ainda que Deppe afirme que se deseja ter protótipos concorrentes, a estratégia não exige que sejam desenvolvidos novos veículos aéreos adicionais.

Os futuros competidores apenas deveram demonstrar que seus produtos funcionam em um ambiente operacionalmente relevante. Para tanto, os contratados poderiam simplesmente demonstrar suas arquiteturas de sistemas usando aeronaves atualmente já certificadas para operações abordo dos porta-aviões.

 

 

Last Updated on Tuesday, 25 March 2008 08:02
 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2021 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.