Frente à Unasul, Uribe defenderá acordo PDF Print E-mail
Friday, 14 August 2009 08:55

 

Bandeira da Unasul

Em meio a um imbróglio no continente, o governo colombiano confirmou ontem que o presidente Álvaro Uribe irá à reunião extraordinária da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), que ocorrerá no próximo dia 28, na Argentina.

Assim, os líderes poderão discutir o controverso tratado que permitirá o envio de militares americanos a até sete bases colombianas. O acordo desagrada, especialmente, Equador e Venezuela. Por conta da polêmica, Uribe não participou, na segunda-feira, de uma reunião da Unasul realizada no Equador. Se aprovado, o tratado permitirá aos EUA manter 1,4 mil pessoas, entre militares e civis, em bases na Colômbia, pelos próximos 10 anos.

A reunião, proposta pela presidente argentina, Cristina Kirchner, ocorrerá em Bariloche. Segundo um comunicado da presidência da Colômbia, a agenda do encontro "será diversa e não implica condições para o acordo entre Colômbia e EUA, que tem o objetivo de enfrentar com mais êxito o narcotráfico e o terrorismo". Bolívia, Equador e Venezuela já se declararam contra a eventual presença de militares americanos na região. Já Brasil, Argentina e Uruguai demonstraram preocupação, mas reconhecem a soberania do país. Chile e Peru, por sua vez, ratificaram seu apoio ao governo colombiano.

Também ontem, em visita à Colômbia, o presidente mexicano, Felipe Calderón, afirmou que, na posição de secretário temporário do Grupo do Rio, está disposto a mediar as negociações para o fim da crise.

Fonte: Zero Hora

Last Updated on Friday, 14 August 2009 10:00
 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2021 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.