Os Reis da Espanha presidiram a cerimônia de lançamento do LHD “Juan Carlos I” em Ferrol PDF Print E-mail
Thursday, 13 March 2008 07:53

 

 

Os Príncipes de Astúrias também assistiram a um evento histórico, já que se trata do batismo do maior navio de la Armada Española.

O Rei Don Juan Carlos presidiu na segunda-feira 10 de março no Estaleiro Fene-Ferrol o lançamento do maior navio da Armada Española até hoje, o LHD “Juan Carlos I”, cuja madrinha foi a Rainha Sofía.

Ao ato também assistiram os Príncipes de Astúrias, assim como os Ministros da Defesa e Cultura, o Presidente de la Xunta, AJEMA, AJAL, ADIC, antigos Capitães Gerais da desaparecida “Zona Marítima del Cantábrico”, altos cargos das Marinhas da Austrália e Noruega, adidos navais de distintos países acreditados na Espanha e los Presidentes de SEPI e Navantia, entre outros.

O “Juan Carlos I”, de 230,82 metros de comprimento e 27.563 toneladas de deslocamento a plena carga, é um navio multi-propósito que permite a projeção de Forças de Infantaría de Marinha (Fuzileiros) e do Ejército de Tierra. Além disso poderá atuar como porta-aeronaves eventual em substituição do “Príncipe de Asturias" e dando apoio em missões de tipo humanitário.

  |O LHD conta com uma doca e garagem para veículos e/ou material pesado, um hangar e garagem para veículos e/ou material leve e um convés de vôo corrido de popa a proa de 202,3 metros de comprimento e 32 de largura com um Ski-Jump a bombordo de 12º de inclinação na proa. Neste convôo poderão operar aviões e helicópteros como o AV-8B Bravo Plus, JSF, V-22 Osprey, NH-90, CH-47 e  o AB212.

Em relação à sua capacidade anfíbia, a doca tem 69,3 metros de comprimento e 16,8 de largura podendo transportar simultaneamente quatro lanchas de desembarque do tipo LCM 1E e quatro Supercat.

Este navio tem a capacidade para acomodar 247 pessoas da tripulação, 103 do Estado Maior, 172 da Unidade Aérea Embarcada, 23 do "Grupo Naval de Playa" e 890 de Forças Embarcadas.

O “Juan Carlos I” é um projeto 100% de Navantia e sua construção colocou esta empresa como referencia mundial neste setor. Este programa contribuiu também para que o Governo Australiano tenha escolhido a proposta da Navantia na concorrência dos navios anfíbios BPE, cujo projeto é baseado no “Juan Carlos I” e, cuja construção, exigirá mais de milhões de horas de trabalho para a companhia espanhola. 

Suas principais características técnicas são:

- Comprimento Total: 230,82 m
- Comprimento na linha de flutuação: 207, 20 m
- Boca máxima: 32 m
- Boca na linha de flutuação: 29,935 m
- Calado de Projeto: 6,8 m
- Altura do Convôo: 27,5 m
- Peso Vazio (Deadweight): 6.908 t
- Margem para Futuro Crescimento: 850 t
- Deslocamento a Plena Carga: 27.563 t
- Deslocamento em Operações Aéreas: 25.427t
- Velocidade Máxima en Plena Carga: 20,0 nós
- Velocidade Máxima en Operações Aéreas: 21,0 nós
- Velocidade Máxima Sustentada: 19 nós
- Autonomía a 15 nós: 9.000 milhas
- Área Hangar e Convés de Carga Leve: 2.870m2
- Área Doca e Convés de Carga Pesada: 2.575 m2
- Área do Convés de Vôo: 5.360 m2
- Capacidade Doca [LCM 1E, Supercat; LCAC]: [4,4;1]
- Spots para Helicópteros [NH90;SH-3D; CH-47]: [6;6;4]
- Operações Vôo Aviões VSTOL: AV-8B; JSF
- Víveres p/ Tripulação, Estado Maior, Unidade Aérea Embarcada, Grupo Naval de Playa, FD: 20 días.
- Víveres p/ Forças Embarcadas: 30 días

 

Last Updated on Tuesday, 25 March 2008 08:06
 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2021 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.