Museu Aeronaútico y del Espacio de Chile PDF Print E-mail
Wednesday, 16 April 2008 08:41

 

 

 Todas as fotos são de autoria de Hélio Higuchi- é expressamente proibida a reprodução sem autorização por escrito

Museo Aeronáutico y del Espacio de Chile

Dentre os museus aeronáuticos latino-americanos, sem dúvida o Museo Aeronáutico y del Espacio de Chile é esteticamente o mais bonito. O prédio principal foi construído especificamente para ser um museu aeronáutico, e ao contrário da maioria dos museus aéreos que abrigam aviões em hangares sem iluminação adequada, possui teto e paredes envidraçadas permitindo a entrada de luz natural. Entretanto tal quais outros museus, sofre problemas de espaço, obrigando a modificar constantemente a disposição dos aviões. Como parte da ampliação foi criada uma área dedicada a aviões a jato, abrigando os aviões num hangar escuro, prejudicando os visitantes.

Passe o mouse sobre as fotos e veja as legendas.
Consolidated  OA-10ACatalina Avro 504KBAC Camberra PR Mk.9Beech T-34 Mentor

Conta com um bom número de visitantes, cerca de 50.000 por ano, sendo sua meta alcançar o número de 70.000 visitantes/ano. A título de comparação, O Museu Aeroespacial do Rio de Janeiro (MUSAL) atinge apenas 30.000 visitantes/ano.

Uma parte dos aviões expostos é mantido em condições de vôo, integram a Escuadrilla del Recuerdo , fazendo exibições aéreas em datas festivas e os funcionários do museu são muito atenciosos. Durante a visita não esqueça de mencionar que deseja conhecer o pavilhão dos aviões a jato, pois este hangar está geralmente fechado, entretanto sem restrições para visitas.

Beech T-34 MentorBeech T-34 MentorBeech C-45 ExpeditorBell 47D1

O acervo de aeronaves do museu é o seguinte:

Aviões Militares Chilenos

Avro 504K (Réplica) - 78 “ Capitan Avalos ”: A Aviação Militar do Chile recebeu 24 desses aviões a partir de 1919, eles possuíam duplo comando para treinamento, e todos tinham nomes das cidades que colaboraram para a aquisição. Foram utilizados até 1926;

BAC (English Electric) Camberra PR Mk.9 FACH 341 e 349: Após a guerra das Falklands / Malvinas , a Inglaterra presenteou o Chile três Camberra PRMk.9, sendo um deles (FACH 349) perdido em 1983. Existem dois Camberra no museu, sendo apenas um em exposição, entretanto sem a matricula;

Bristol M1CBristol M1CCessna T-37 Tweety BirdAvro 504K

Beech 45 T-34 Mentor FACH 133 e 138: O Chile foi um dos primeiros países a adquirir o Mentor, nada menos que 66 foram adquiridos em três lotes a partir de 1954. O museu possui quatro células de T-34, sendo que um deles, o FACH 149, pertencia a Escuadrilla del Recuerdo e era mantido em condições de vôo, mas este se acidentou há alguns anos;

Beech C-45 Expeditor FACH 465: O Chile recebeu, a partir da Segunda Guerra Mundial, mais de três dezenas deste avião. Muitos foram preservados em monumentos, e um deles (FACH 491) foi permutado com o MUSAL/RJ por um Galeão/Fairchild PT-19;

Beech C-45 ExpeditorCessna T-37 Tweety BirdOA-10A Catalina em processo de restauro(2006)Consolidated  OA-10ACatalina

Bell 47D1 FACH H02: c/n 631. Foram os primeiros helicópteros adquiridos pela FACh, com um total de três adquiridos em 1952. A Armada de Chile também utilizou doze Bell 47 nos modelos G, G-2A, J e J-2, de 1954 a 1979;

Bristol M1C (Réplica) C4987: Enviadas pela Inglaterra como compensação, de ter utilizado belonaves chilenas que estavam em construção durante a Primeira Guerra Mundial. Doze caças M1C foram entregues em 1918. A réplica representa o avião que em 1919 efetuou um vôo de ida e volta à Argentina cruzando a cordilheira dos Andes. Estiveram em serviço até 1923. O museu possui outra réplica do M1C;

Dassault Mirage 5MA ElkanDassault Mirage 5MA ElkanDassault Mirage 5BR Elkan De Havilland DH-60G Gipsy Moth

Cessna T-37 Tweety Bird FACH J-371 e J-396: Mais de quatro dezenas dos modelos B e C deste treinador foram recebidos em vários lotes a partir de 1963 e utilizados até1998. O J-396 c/n 60-0184 com pintura camuflada estava em exposição num pedestal na entrada do museu, entretanto com o alargamento da avenida aonde estava exposto , foi temporariamente retirado do local. O segundo T-37 J-371 c/n 58-1892 curiosamente é o segundo avião a portar a mesma matrícula, substituindo o c/n 60-0156 que se acidentou logo depois de sua incorporação;

Consolidated (Canadair Vickers) OA-10A Catalina FACH 405 “ Manu Tara ”: O Catalina foi um dos mais emblemáticos aviões que a FACh utilizou. Um total de 6 PBY-5 e 6 OA-10A foram recebidos e um deles o FACH 405 que, em 1951, efetuou pela primeira vez um vôo ligando o continente e a Ilha da Páscoa. O Catalina preservado não é o FACH 405 original, este foi recentemente restaurado, e pertencia originalmente a empresa Aeroservicios Parrague , (matrícula CC-CGY) cujo proprietário Roberto Parrague foi o piloto que efetuou o histórico vôo. Antes pertenceu a Marinha francesa, e estava baseado no Taiti;

De Havilland T Mk.11 VampireDe Havilland T Mk.11 VampireDouglas C-47 SkytrainDouglas C-47 Skytrain

Dassault Mirage 5MA Elkan FACH 701: 25 Mirages foram adquiridos da Força Aérea Belga a partir de 1994. Destes, 15 eram monoplace (5MA), 6 biplace (5MD) e 4 monoplace de reconhecimento (5BR); e parte deles(15 monoplaces e 5 biplaces) sofreram upgrade na Bélgica. O FACH 701 em exposição é o protótipo francês do Mirage 5BA;

Dassault Mirage 5BR Elkan FACH 722: Versão de reconhecimento fotográfico do Elkan;

De Havilland T Mk.55 VampireDe Havilland DH-60G Gipsy MothDassault Mirage 5BR Elkan De Havilland T Mk.55 Vampire

De Havilland DH-60G Gipsy Moth Linea Aérea Nacional 32: c/n 940. Utilizados pela aviação militar chilena principalmente como correio aéreo à partir de 1927 até 1938 quando foram doados para aeroclubes. Este Gipsy Moth recebeu posteriormente matrículas civis CC-XAA e CC-PPN;

De Havilland Vampire T Mk.11 FACH J305 e T Mk.55 FACH J-01: A FACh operou apenas a versão biplace de treinamento deste avião, recebendo 4 T Mk.11, 5 Sea Vampire T Mk.22, e 6 T Mk.55 à partir de 1955 e utilizados até 1977.

Dassault Mirage 5BR Elkan Douglas B-26C InvaderGrumman HU-16B AlbatrossLockheed F-80C Shooting Star

Douglas C-47 Skytrain FACH 963: Como quase todas as forcas aéreas do mundo, a FACh também utilizou o C-47. Recebendo o apelido de “ Charlota ”, um total de 23 aviões estiveram em serviço até a década de 80;

Douglas B- 26C Invader FACH 840: O modelo preservado apresenta a pintura negra, padrão de pintura na qual foram introduzidos na FACh, embora tenham sido empregados, no final de sua carreira, camuflados e outros com faixa dayglo , utilizado para rebocar alvos. A FACh operou um total de 38 Invader (2 B-26B, 32 B- 26C e 4 TB-26B), entre 1954 a 1979. Originalmente os B- 26C portavam um nariz de plexiglass, a partir de 1966, através do programa “ gun nose ”, vários deles, inclusive o modelo preservado receberam narizes sólidos armados com metralhadoras .50 semelhantes aos B-26B ;

ENAER Pillan -2º ProtótipoENAER Pillan - Protótipo monoplaceEurocopter Bolkow-Blohm BO-105C – Carabineros de ChileExtra 300

ENAER T-35A Pillán CC-YBT: Segundo protótipo do modelo de treinador primário chileno. Projeto desenvolvido a partir do Piper Dakota PA-28, 80 aviões foram adquiridos pela FACh e tendo um sucesso comercial sendo exportado para Espanha, El Salvador, Guatemala, Panamá, Paraguai, República Dominicana e Equador. Pillán na linguagem indígena Mapuche significa demônio ou espírito do vulcão;

ENAER T-35S Pillán CC-PZT: Protótipo da versão monoplace do Pillan;

Extra 300Fairchild PT-19Hawker Hunter FGA Mk.9Hawker Hunter FGA Mk.9

Eurocopter Bolkow-Blohm BO- 105C C-09 dos Carabineros: Um dos 11 BO- 105C adquiridos para o Corpo de Carabineros de Chile;

Extra 300 FACH 1: Avião acrobático que substituiu os Pitts Special na esquadrilha de demonstração da FACh, a “ Los Halcones ”;

Hawker Hunter FGA Mk.71AHunter FR Mk.71A FACH734Hunter FR Mk.71A FACH735Hawker Hunter

Fairchild PT-19 FACH 50 e 64: Ambos em condições de vôo, sendo um deles pertenceu a FAB (Brasil). Nada menos que 98 PT-19/PT-23 foram utilizados pela FACh;

Grumman HU-16B Albatross FACH 570: Somente a FACh e a FAP (Peru) operaram os UH-16B para missões ASW. Um total de nove Albatross foram utilizados de 1958 a 1979, sendo três HU-16A e seis HU-16B;

Lockheed C-130B HerculesHawker Hunter TMk.72Douglas B-26C InvaderGrumman HU-16B Albatross

Hawker Hunter FGA Mk.9 FACH 744 / FGA Mk.71A FACH 724 / FR. Mk.71A FACH 734 e 735 / TMk.72 FACH 718: A FACh foi uma das principais operadoras do Hunter, recebendo 52 aviões (12 FGA Mk.9, 28 FGA Mk.71A, 6 FR Mk.71A, 2 T Mk.67, 4 T Mk.72) e foi uma das únicas opções como avião de caça no embargo imposto durante o governo Augusto Pinochet. O Hunter da FACh também ficou famoso por bombardear o Palácio de la Moneda , sede do governo chileno em 1973 durante a derrubada do governo socialista de Salvador Allende. Vários Hunter chilenos foram preservados, sendo que um deles, o T Mk.62 FACH 736 foi adquirido pela EMBRAER e é utilizado como avião de “ Paquera ” dos testes de vôo.

Lockheed C-130B Hercules FACH 997: Em 1992 foram adquiridos quatro C-130B e dois C-130H usados dos Estados Unidos. Conhecidos localmente como “ Chanchitos ” ( Porquinhos ). Apesar deste modelo ainda estar em uso, esta célula foi retirada devido a sua idade avançada e será restaurada para ser exposto de forma definitiva;

Grumman HU-16B AlbatrossRepublic P-47D ThunderboltO mesmo Kingfisher quando estava preservado como gate-guard em na base aeronaval de Quintero em1973 (Foto : Hélio Higuchi)Vultee BT-13

Lockheed F- 80C Shooting Star FACH J-342: Tal qual muitas forças aéreas de países sul-americanos, a FACh também operou F- 80C , recebendo 18 aviões e operando de 1957 a 1974;

Lockheed T-33A FACH J-314: Junto com os F- 80C , a FACh recebeu quinze T-33(treze T-33A e dois RT-33A), com pintura de alumínio natural, posteriormente utilizaram uma pintura camuflada verde, marrom, cinza e azul. Foram operados de 1957 a 1974;

Vultee BT-13Republic P-47D ThunderboltPitts SpecialLockheed T-33A

Naval Air Factory N3N FACH 001: Em 1939 chegaram quatro N3N equipados com flutuadores intercambiáveis com rodas. O exemplar preservado está em condições de vôo;

North American AT-6D Texan FACH 237: Este T-6 em particular está em condições de vôo e pertencia ao Ejercito del Aire de Espanha , recebendo esta matrícula fictícia FACH 237. O museu também possui outro T-6, o FACH 285, que não se encontra em exposição;

Minimoa D-Chenmitz 3 Naval Air Factory N3NNorth American AT-6D TexanPitts Special

Pitts Special S-2- FACH 1, 2, 4 e 7: A FACh operou até 1989 na esquadrilha acrobática “ Los Halcones ”, que operou sete deles até a entrada em serviço dos Extra 300;

Republic P-47D Thunderbolt FACH 750: Um total de 22 P-47 (dois deles TP-47D) foram trazidos em vôo, chegando ao Chile em 1947. Até a chegada dos F- 80C foram as principais caças daquele país, sendo descarregados no final de 1958;

Royal Air Factory SE-5ASikorsky S-55TSikorsky HSS-1N Sea BatVought OS2U-3 Kingfisher

Royal Aircraft Factory SE-5A (Réplica) 66 “ Maule ”: Além dos Bristol M1C, a Inglaterra doou oito SE-5A como compensação por ter emprestado as belonaves em construção durante a I Guerra Mundial. A réplica do museu representa um SE-5A que se acidentou em El Bosque , no ano de 1924;

Sikorsky S-55T FACH H-55: Um total de seis S- 55C foram utilizados pela FACh, a partir de 1957. Posteriormente foram convertidos para S-55T e desativados em 1989;

Vought OS2U-3 KingfisherBae Harrier GR3Bucker(CASA) BU-131 JungmannDassault Mistére IVA

Sikorsky HSS-1N Sea Bat Aviación Naval 51: Somente dois Sea Bat foram recebidos, operando como vetor de ASW pela Marinha;

Vought OS2U-3 Kingfisher FACH 314: Além do Uruguai o Chile foi o único país sul-americano a operar o Kingfisher, sendo quinze deles recebidos em 1942 e após a Segunda Guerra Mundial foram utilizados para explorar a Antártida. Existem hoje poucos Kingfisher no continente americano: um ex-Força Aérea Uruguaia está preservado nos EUA, e outro na versão sem flutuadores em Cuba;

Fokker DR.1McDonnell F-4C Phantom IIMcDonnell F-4C Phantom IIAmerican (Canadair) F-86E(CL-13) Sabre – Fuerza Aérea Hondureña

Vultee BT-13 FACH 164: Pelo menos 60 BT-13 foram utilizados pelo Chile (algumas fontes estimam em quase uma centena), e foram substituídas na década de 50 com a chegada dos T-34 Mentor.

AVIÕES MILITARES DE FORÇAS AÉREAS ESTRANGEIRAS

American (Canadair) F-86E(CL-13) Sabre – Fuerza Aérea Hondureña  Supermarine SpitfireAeronca L3BAC 1-11 CC-CYL

BAe Harrier GR3: Royal Air Force, X2970;

Boeing Stearman PT-17 Kaydet : nas cores da US Army Air Force, mantido em condições de vôo;

Bucker (CASA) BU-131 Jungmann: Ejercito del Aire, E-38 623, da Espanha. Avião mantido em condições de vôo;

Dassault Mistére IVA: Sem insígnias, possivelmente deve ter sido permutado por um Hawker Hunter com Israel.

BAC 1-11 CC-CYMCessna 195Cessna 320Cessna 336 Skymaster

Fokker DR1 (Réplica): Em condições de vôo;

McDonnell F- 4C Phanton II: USA Air Force, USAF 63-7683;

North American (Canadair) F-86E (CL-13) Sabre: Fuerza Aérea Hondureña FAH-3006. Honduras recebeu após a Guerra do Futebol (chamado pelos dois países envolvidos de “ A Guerra das 100 horas ”) dez Sabre (seis F-86E e quatro F-86K), oriundos da Iugoslávia e Venezuela. Todos tiveram uma carreira breve naquela força aérea. Embora sem confirmação, ao que tudo indica foi doado após o Chile ter efetuado uma revisão nos F-5E do país caribenho;

Culver CadetDouglas DC-3Druine D.31 Turbulent  ENAER Ñamcu

Supermarine Spitfire (Réplica de Fibra de vidro).

AVIÕES CIVIS E COMERCIAIS

Aeronca L3 CC-SHA: Doado pelo Aeroclube de Chillán;

BAC 1-11 CC-CYL e CC-CYM: Ambos foram operados pela LADECO - Línea Aérea del Cobre , de 1991 a 1994 ;

Fokker 27
Miles Hawk Major
Blanik L13

Boeing 707-320: ex- LAN Chile ;

Cessna 195 CC-FCC ;

Cessna 320 CC-CEP ;

Cessna 336 Skymaster CC-CFN ;

Culver Cadet CC-PDB : Este avião foi utilizado em Antofogasta de 1947 a 1969;

Douglas DC- 3C CC-CLDT (c/n 13296): Este avião foi utilizado pela Lan Chile , de 01/03/1954 até julho de 1975. Durante a sua carreira nesta companhia aérea recebeu uma nova matrícula (CC-CBX) a partir de 1962, além deste, o museu possui outro DC- 3C (CC-CBW c/n 15259/2670) aguardando restauração;

Druine D.31 Turbulent XX-03 ;

ENAER Ñamcu CC-PZC: Protótipo chileno de um avião monomotor simples para turismo;

Fokker F27 CC-CBS: Nas cores da Aeronor ;

Miles Hawk Major CC-FBB: Em 1936 o piloto chileno Franco Bianco, efetuou vôos de longa distancia entre cidades da Argentina e Chile voando neste Miles Hawk adaptado com tanques de combustíveis adicionais;

Planador Blanik L13 CC-K7W ;

Planador Minimoa D-Chenmitz 3 CC-PIA: denominado “La Argentina”;

Nem todos os aviões estão em exposição. Em várias datas que visitamos o Museu (de 2005 a 2008), os seguintes aviões não estavam em exposição:

•  Beech Queen Air;

•  Bell UH-1H Iroquois (FACH H-95);

•  Bleriot XI ( Réplica );

•  Cessna 150B;

•  Douglas C-47A (FACH 961);

•  Hawker Hunter FGA.9 (FACH 750).

GUIA DO VISITANTE

Museo Aeronáutico y del Espacio

Camino a Melipilla, 5000 - Los Cerrillos

Santiago - Chile

Telefones: (56) 435-3030 / 435-3070

www.museoaeronautico.cl

Horário de Funcionamento: de Terça a Domingo das 10:00 às 17:00 hs

Entrada Franca

Como chegar lá :

O museu está localizado ao lado do antigo aeroporto internacional de Los Cerrillos. Recomendamos ir de metrô até a Estação Central (Línea 1) e o restante do trajeto de táxi (a corrida custará no máximo R$15,00 e cada bilhete do metrô R$1,60)

Bibliografia

AHUMADA, Eduardo Mazuranich. Aviones Militares de Chile (1913-2001). Santiago de Chile: site www.fach-extraoficial.com (site extinto).

ANDRADE, John M. Latin American Military Aviation . London: Midland Counties Publications, 1982.

FUERZA AÉREA DE CHILE. Historia de La Fuerza Aérea de Chile Tomos I e II . Santiago de Chile: Editorial de la Fuerza Aérea , 2001.

GODOY, Cláudio Cáceres; PADIN, Jorge F. Nuñez. Hawker Hunter . Bahia Blanca, Argentina: Serie Aeronaval, 1994.

GODOY, Cláudio Cáceres; KREFT, Sergio Barriga. Douglas DC-3/C-47 en los Cielos Chilenos . Bahia Blanca, Argentina: Serie Aeronaval, 1996.

PÉREZ-COTAPOS, Andrés D.; POBLETE, Francisco Baquedano. Alas de Chile - Aeronaves de la Fuerza Aérea 1913-2006 . Santiago de Chile:Aguillar Chilena de Ediciones S/A, 2005.

PULGAR, Sergio; Herve, Miguel. Lockheed C-130 Hercules . Santiago de Chile: Multimodel Editorial Histórico Modelista, 2006.

________. Douglas DC-3/C-47 Skytrain/Charlota . Santiago de Chile: Multimodel Editorial Histórico Modelista, 2004.

________. MD-Sabca MVB/D/R Mirsip – ELKAN . Santiago de Chile: Multimodel Editorial Histórico Modelista, 2004.

VILLAROEL, Danilo. El Douglas B-26 Invader en La Fuerza Aérea de Chile . Santiago de Chile: Editorial Manutara, 2005.

 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2018 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.