Monitor Parnaíba - A volta ao mar 62 anos depois PDF Print E-mail
Written by Revista Maritima Brasileira   
Wednesday, 14 May 2008 23:46

 

 

 

Monitor "PARNAÍBA” volta ao mar após 62 anos

Construído no Arsenal de Marinha da Ilha das Cobras, no Rio de Janeiro, o Monitor Parnaíba completou, no dia 06 de novembro de 2007, 70 anos de bons serviços prestados à Marinha do Brasil. Projetado exclusivamente por brasileiros, marcando a retomada da construção naval no século XX, foi o quinto navio a ostentar este nome e teve sua quilha batida em 11 de junho de 1936 e, a 06 de novembro de 1937, já armado e praticamente pronto, foi efetuada a sua cerimônia de batismo; mesma data em que foi incorporado à Armada brasileira. Sua madrinha foi a Sra. Darcy Sarmanho Vargas, esposa do então Presidente da República Getúlio Dornelles Vargas, que também se encontrava presente naquela ocasião.

Passe o mouse sobre as fotos e veja as legendas.

Em 09 de março de 1938, o “Parnaíba” foi incorporado à Flotilha de Mato Grosso, assim permanecendo até 19 de abril de 1943, quando foi incorporado à Força Subordinada ao Comando Naval do Leste, com sede em Salvador (BA), a fim de escoltar navios e patrulhar o porto. Durante a II Guerra Mundial, realizou escolta de comboios e proteção a navios de guerra norte-americanos, em um total de 14 navios, além de operações anti-submarino com lançamento de bombas de profundidade. Foi desligado do Comando Naval do Leste em 20 de dezembro de 1944, no porto de Vitória, passando a ficar subordinado diretamente ao Estado-Maior da Armada.

Em 25 de maio de 1945, após 3.570 milhas navegadas e 24 dias de mar, o Monitor “Parnaíba” foi reincorporado à Flotilha de Mato Grosso, sediada em Ladário (MS), à qual se encontra subordinado até os dias de hoje.

Em 27 de setembro de 1997 foi assinado, entre a Marinha do Brasil e o Consórcio SCL/PEN, um contrato para realização de obras de modernização do navio e, em 1998 o Monitor "Parnaíba" passou por diversas modificações, dentre as quais se destacam as substituições da propulsão de máquina alternativa à vapor por motores de combustão interna, do sistema de geração e distribuição de energia, do sistema de governo, de 2 canhões de 40mm/60 por 2 canhões de 40mm/70 e a instalação do convés de vôo, permitindo ao Navio operar com aeronave orgânica.

O “Jaú do Pantanal”, como é conhecido, é hoje o navio de 3º classe com maior poder de fogo, projetado por seu canhão de proa de 76,2mm, seus 2 canhões de 40/70mm e por suas 6 metralhadoras de 20mm.

Comissão de Representação Militar - COREMIL

A missão do Monitor Parnaíba é participar de operações atinentes à condução de Operações de Paz, Guerra Naval, Patrulhas Fluviais, Assistências Cívico-Sociais às populações ribeirinhas, Socorro, Salvamento, Operações Conjuntas e Representação Militar, em portos nacionais e estrangeiros.

Após 62 anos navegando exclusivamente em rios e águas interiores, o “Parnaíba” suspendeu do seu Porto sede, em Ladário, no dia 11 de novembro de 2007, se fazendo ao mar em 05 de dezembro de 2007, para cumprimento da Comissão de Representação Militar - “COREMIL”. O “Caverna Mestra da Armada” participou da Semana da Marinha em Porto Alegre , abrilhantando as Comemorações do Bicentenário de Nascimento do Almirante Tamandaré e mostrando à nossa sociedade um pouco das tradições e costumes de nossa Marinha e a importância de se manter um meio como este em plenas condições de defender nossa fronteira oeste. Realizou, ainda, paradas por necessidade logística, e para Representação junto às sociedades e às Marinhas dos países visitados, nos portos de Assunção (Paraguai), Montevidéu (Uruguai), Rio Grande, Buenos Aires (Argentina), Rosário (Argentina) e Porto Murtinho (Brasil). A pernada Montevidéu – Rio Grande marcou significativamente o reencontro do navio com a água salgada, para isso, passou por um Período de Docagem de Rotina (PDR), com duração de 3 meses, na Base Fluvial de Ladário, onde foram priorizadas as obras de estanqueidade e adaptação do navio para a navegação em mar.

Em 18 de janeiro de 2008, após 2 meses e 7 dias de Comissão, 50,5 dias de mar e 4183,14 milhas navegadas, retornou, em segurança, ao seu Porto sede – Ladário (MS), no Pantanal Mato-grossense.

 

Last Updated on Thursday, 15 May 2008 00:02
 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2018 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.