O VF-1 volta a empregar seus A/F-1 junto com um porta-aviões Print
Written by Felipe Salles   
Wednesday, 03 March 2010 16:40

 

 

Após um longo hiato forçado de mais de 58 meses, dois caças A/F-1 Skyhawk (A-4Ku) da Aviação Naval puderam, finalmente, realizar apontamentos e aproximações no Navio-Aeródromo americano Carl Vinson (CVN-70) que se encontra, passando pela costa do Rio de Janeiro, a caminho de sua nova base na cidade de San Diego.

Os Skyhawks deveriam realizar estes exercícios na segunda-feira, mas, o clima desfavorável acabou por forçar o cancelamento do evento e o seu conseqüente adiamento para a manhã da terça. A janela de tempo melhor neste dia, no entanto, se encerrou logo antes do horário marcado para a chegada dos aviões brasileiros, adiando mais uma vez o exercício para o período da tarde. Finalmente às 16:00, com o Carl Vinson navegando ao largo de Cabo Frio, o par de caças brasileiros se aproximou do navio para realizar a simulação de pouso. Diferente da ocasião da visita do USS Ronald Reagan, em 2004, agora foi decidido que, por questões de segurança, não seriam realizados os exercícios mais exigentes como os de toque e arremetida. Para minimizar o risco de um pouso acidental os aviões passaram com os seus ganchos de pouso levantados e todos os cabos de frenagem do porta-aviões americano foram removidos do convoo.

Neste ano, os A/F-1 se limitaram a realizar os “low level flybys”, uma sequência de  sobrevôos baixo do convoo do Carl Vinson. Participaram nesta data as aeronaves Falcão 13 e 22, com a primeira realizando um total de 11 sobrevoos e a segunda outras 13 passagens.

Espera-se que, com o breve retorno do São Paulo às operações de mar, os tripulantes do VF-1 possam contar com a prática necessária para voltar a realizar os toques e arremetidas em navios-aeródromos estrangeiros.

Last Updated on Wednesday, 03 March 2010 18:14