A Uruç Reis e as fragatas MEKO 200 da Marinha turca PDF Print E-mail
Written by Felipe Salles   
Wednesday, 06 January 2010 01:02

 

 

MeKo200 da Marinha Turca: Vista de perto, mas ainda misterioso...

A fragata da Marinha Turca Oruç Reis (F245) é um projeto alemão recente com um tradicional design “pré-stealth”. Este modelo antecedeu o da MEKO 200 SAN da Marinha da África do Sul que ALIDE já apresentou em detalhes anteriormente, mas mesmo assim, é um navio muito moderno.

JTEPS067
JTEPS067JTEPS067
JTEPS068
JTEPS068JTEPS068
JTEPS069
JTEPS069JTEPS069
JTEPS070
JTEPS070JTEPS070
JTEPS071
JTEPS071JTEPS071
 

Bem diferente do Brasil a Turquia é um daqueles países cercados de problemas (inimigos, riscos...) por todos os lados. Ao norte, no Cáucaso, o vizinho era a URSS (hoje, no leste o Irã, ao sudeste o Iraque, no sul a Síria. Uma grande península espremida entre o Mediterrâneo oriental e o Mar Negro , a Turquia se envolve em todas as questões destes dois mares, especialmente, aquelas produzidos pela Rússia, Ucrânia, Romênia Líbano e Israel. Pra complicar ainda mais, na sua costa oeste fica a sua rival histórica, a Grécia e logo ao norte, para além dos estreitos do Bósforo e de Dardanelos, fica a Bulgária.

Tecnologia alemã.

As MEKOs são uma das mais prolíficas linhas de navios de escolta para exportação do mundo ocidental. Montada sobre um revolucionário paradigma de módulos de armas e de sensores,  estes navios podem ser muito facilmente configurados para atender à qualquer demanda dos seus clientes. As forças armadas da Turquia sempre se basearam nas escolhas de equipamento dos Gregos (e vice versa) para traçar as especificações de seus novos sistemas militares. Após muitos anos de compras de modelos de segunda mão, ou mesmo obsoletos, do ocidente, a Turquia deu a partida num programa de desenvolvimento da industria naval local e foi à Alemanha buscar um parceiro tecnológico de ponta, o estaleiro Blohm+Voss.

JTEPS072
JTEPS072JTEPS072
JTEPS073
JTEPS073JTEPS073
JTEPS074
JTEPS074JTEPS074
JTEPS075
JTEPS075JTEPS075
JTEPS076
JTEPS076JTEPS076

JTEPS077
JTEPS077JTEPS077
JTEPS078
JTEPS078JTEPS078
JTEPS079
JTEPS079JTEPS079
JTEPS080
JTEPS080JTEPS080
JTEPS081
JTEPS081JTEPS081

 

Deste acordo saiu a classe Yavuz (Meko 200TN-I) de quatro navios (F240/F243),  com dois deles construídos na Alemanha e os dois finais, na Turquia. A primeira unidade desta classe entrou em serviço em 1987 e a última em 1989. Em seguida, a marinha turca passou para uma versão ampliada das Yavuz, a classe Barbaros (MEKO200TN-IIa), usando a mesma plataforma básica mas exibindo com um deslocamento 320 toneladas maior, e entre 6 e 8 metros de comprimento a mais. A Uruç Reis, comissionada em 1996, foi construída no Gölcük Naval Shipyard, sendo a segunda fragata da nova classe. As quatro fragatas da classe Barbaros também tiveram sua fabricação dividida meio a meio entre a Turquia e a Alemanha.  Os dois últimos navios construídos são da subclasse MEKO200TN-IIb com um lançador Mk41 posicionado logo atrás das chaminés, substituindo assim o lançador óctuplo Mk29, que é virtualmente idêntico ao Selenia Albatros que as Niterói ModFrag levam na popa. A principal arma anti superfície são os mísseis SSM Harpoon montados a meia nau.

JTEPS082
JTEPS082JTEPS082
JTEPS083
JTEPS083JTEPS083
JTEPS084
JTEPS084JTEPS084
JTEPS085
JTEPS085JTEPS085
JTEPS086
JTEPS086JTEPS086

JTEPS087
JTEPS087JTEPS087
JTEPS088
JTEPS088JTEPS088
JTEPS089
JTEPS089JTEPS089
JTEPS090
JTEPS090JTEPS090
JTEPS091
JTEPS091JTEPS091

A hospitalidade turca

Curiosamente, apenas após aceitarem o convite do Comandante Capistrano e visitarem a fragata Defensora, na primeira fase de porto do exercício, é que os oficiais do Uruç Reis se lembraram de informar que eles não poderiam retribuir a gentileza, porque a sua marinha não permitia a entrada de militares estrangeiros dentro de seus próprios navios.

JTEPS092
JTEPS092JTEPS092
JTEPS093
JTEPS093JTEPS093
JTEPS094
JTEPS094JTEPS094
JTEPS095
JTEPS095JTEPS095
JTEPS096
JTEPS096JTEPS096

JTEPS097
JTEPS097JTEPS097
JTEPS098
JTEPS098JTEPS098
JTEPS099
JTEPS099JTEPS099
JTEPS100
JTEPS100JTEPS100
JTEPS101
JTEPS101JTEPS101

 
Especificações técnicas:

Deslocamento: 3.100 toneladas vazia, 3.350 toneladas carga plena

Comprimento: 116,72 m

Boca: 14,8 m

Calado: 4,25 m

Propulsão: CODOG  com duas hélices de paço variável

Duas turbinas a gás General Electric LM-2500 gerando 60.000 hp

Dois motores diesel MTU 20V 1163, gerando 13.060 hp

Velocidade: 32 nós (usando turbina a gás), 22 nós (usando diesels)

Alcance: 4.100 milhas náuticas (8,000 km) a 18 nós (33 km/h)

Tripulação: 180 (24 oficiais e 156 praças)

Sensores e armas:      

Radares: Decca 2040 BT

Siemens-Plessey AWS-9 Radar 3-D

HSA D08

HSA STIR -24, HSA STIR 18 (radar de direção de tiro)

Sonar: Raytheon AN/SQS-56,

Sistema de Guerra Eletrônica e despistadores:        

MAGE Racal Cutlass

Interferidor eletro-magnético Racal Scorpion

Mk 36 SRBOC (Chaff)

Armamento:   

Canhões: 1x 5 pol /54

3x canhões Oerlikon Contraves Sea Zenith 25mm CIWS

Torpedo

2x 12.75" lançador triplo Mk32 de torpedos

Mísseis SSM:

2x Mk 141 lançador quádruplo para um máximo de 8 mísseis RGM-84 Harpoon

Mísseis SAM:   

1x lançador vertical Mk 41 VLS Mod 8

Para RIM-162 ESSM (MEKO200TN-IIb)

1x lançador Mk 29     

Para Sea Sparrow  e ESSM (MEKO200TN-I e MEKO200TN-IIa)

Operações aéreas: Hangar para um helicóptero  

 

Last Updated on Friday, 08 January 2010 06:08
 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2018 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.