Encerramento da actividade operacional do C-212 Aviocar PDF Print E-mail
Written by Administrator   
Wednesday, 07 December 2011 13:15

 

 

Depois de quase 4 décadas ao serviço da Força Aérea, o C-212 Aviocar da esquadra.Esquadra 401, despede-se dos céus de Portugal com o sentido de dever cumprido, reconhecido no dia 6 de Dezembro, através de uma cerimónia que assinalou o fim da actividade operacional desta aeronave. A cerimónia decorreu na Base Aérea Nº6 (BA6), no Montijo, e contou com a presença, entre outras individualidades civis e militares, do Ministro da Defesa Nacional (MDN), José Pedro Aguiar-Branco e do Chefe do Estado-Maior da Força Aérea (CEMFA), General José Pinheiro. Para além da entrega de um Louvor à Esquadra 401 e de uma breve resenha histórica sobre a sua actividade e sobre as missões efectuadas pelo C-212 Aviocar, também o CEMFA e o MDN proferiram alocuções, nas quais destacaram o importante contributo que esta esquadra e esta aeronave deram no crescimento contínuo da Força Aérea e na defesa dos interesses de Portugal e das populações dos Arquipélagos da Madeira e dos Açores, com o cumprimento de diversas missões: Fotografia Aérea; Vigilância Marítima; Busca e Salvamento; Evacuações Médicas; Transporte Aéreo Geral e lançamento de Tropas Pára-quedistas. O fim da actividade operacional do C-212 Aviocar, da Esquadra 401, ficou ainda marcado pelo lançamento de um livro sobre os 37 anos da frota, com ênfase no historial de missões, na aeronave e suas características, esquadras e locais onde operou. A história da Esquadra 401 e do C-212 Aviocar faz, também ela, parte da história da aviação militar em Portugal. Ao longo de 4 décadas, a Esquadra sofreu várias alterações na sua designação, por consequência das missões que lhe foram atribuídas. Intimamente ligada à Fotografia Aérea, começou por chamar-se "Esquadra de Ligação e Transporte", sofrendo a primeira alteração em 1973, passando a designar-se por "Esquadra de Ligação e Fotografia". A operar a partir da Base Aérea Nº1, em Sintra, recebe nova designação, passando a chamar-se "Esquadra de Reconhecimento e Pesquisa de Recursos", em 1974. Nos anos seguintes, já com o C-212 Aviocar em operação, a agora "Esquadra de Reconhecimento 401", efectua missões de Reconhecimento Aéreo e de Vigilância Marítima. A expansão das capacidades da Esquadra, fruto das mais-valias que o C-212 Aviocar trouxe para a Força Aérea, no cumprimento de um leque mais variado de missões, fez com que a Esquadra caminhasse para a sua designação final: "Esquadra 401 Cientistas". Com a chegada do novo século, novas exigências a nível operacional, e a evolução tecnológica da aviação, levaram a Força Aérea a procurar novas soluções, iniciando em 2007 o processo de transição da aeronave C-212 Aviocar para a aeronave C-295M que, uma a uma, herdou todas as missões da sua antecessora. Sob o lema "Ciência, Engenho e Arte", a Esquadra 401 estabelece-se na BA6, em 2009, terminando no dia 6 de Dezembro de 2011 uma história de 37 anos de vida ao serviço da Força Aérea Portuguesa.

Fonte:Força aérea Portuguesa

 

Translate

Browse this website in:

Busca Rápida
Serial
(FAB, MB ou EB)


Copyright © 2021 Base Militar Web Magazine. All Rights Reserved. Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.